Folhas Soltas

PENSO EU que o desenvolvimento do FOLCLORE passa por quatro vertentes:

1)-a sua legitimização como “cultura tradicional”.Projecto em execução…

2)-a sua correcta representação, que passa pela consciência dos responsáveis dos grupos e pela acção correcta do “órgão de regulação”

3)-o reconhecimento da vertente associativismo está feito com a aprovação do Dia Nacional do Folclore Português.

4).a formação de um “público esclarecido “que fará a separação das águas” e para o que parece fundamental: a aprendizagem “do que é o folclore”no Ensino Básico; um programa recreativo-didático na RTP;e uma informação consciente na “imprensa local e regional”, e aqui reside a maior dificuldade,dada a falta de conhecimentos com que de uma maneira geral os colaboradores se debatem (o que é natural)

E enquanto essa situação se mantiver, aconselho que não façam comentários, se limitem a informar quais os grupos presentes com a indicação da zona etnográfica em que cada um se insere, quais os trajos e as modas– o que deve ser pedido antecipadamente ao grupo organizador. Não interessa idas ao estrangeiro, à televisão,e CDs publicados.

Eu próprio que venho estudando profundamente a matéria e ando nisto há cerca de cinquenta anos, não toco na situação específica que lhe vem da localização,dado que não a estudei. Claro que se assistir a uma actuação e algo me deixe dúvidas, particularmente pedirei explicação ao director.

Lino Mendes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s