Cendrev | Dia 11 estreia! | Maio

Não é a primeira, mas é como se fosse. É a estreia! O texto já está visto, revisto e agora já só cresce a vontade de ter na sala o público. DIA 11 ESTREIA! ?Sozinho?, uma produção do Cendrev Estreia no dia 11 de Maio, no Teatro Garcia de Resende. O

Não é a primeira, mas é como se fosse. É a estreia!
O texto já está visto, revisto e agora já só cresce a vontade de ter na sala o público.

DIA 11 ESTREIA!

“Sozinho”, uma produção do Cendrev

Estreia no dia 11 de Maio, no Teatro Garcia de Resende.

O dramaturgo sueco Börje Lindström nasceu na Lapónia Sueca em 1952. Poeta e dramaturgo vive em Estocolmo onde é crítico literário e teatral num jornal diário. Em 1998 recebeu o prémio para melhor texto para jovens públicos do Conselho Nacional de Críticos de Teatro da Suécia. Escreve numa prosa clara, bem humorada e poética onde espreita uma notazinha de amargura para despertar corações adormecidos.

Inspirado em textos de August Strindberg escritos nos últimos anos da sua atribulada vida, “Sozinho” relata a história da relação entre o senhor Strindberg e Clara a criada que tenta compreender a solidão, o medo da morte e os fantasmas que se escondem atrás do biombo de Sozinho.

Uma pequena homenagem ao “outro” Strindberg num espectáculo para todos os públicos, onde a brincar se fala de coisas sérias.

“Sozinho”
De quarta a sábado às 21h30
Domingos às 16h00

FICHA TÉCNICA
autor Börje Lindström | versão portuguesa Rosário Gonzaga a partir da tradução francesa de Anne Barlind | encenação Rosário Gonzaga | cenário e figurinos Leonor Serpa Branco | ambiente sonoro Tó Zé Bexiga | iluminação António Rebocho | actores Maria Marrafa e Rui Nuno | direcção técnica António Rebocho | construção e montagem Paulo Carocho, Tomé Baixinho e Tomé Antas | secretariado Ana Duarte | produção Cláudia Silvano | comunicação Alexandra Mariano e José Neto | fotografia Paulo Nuno Silva | design gráfico Milideias.

ESPECTÁCULOS EM DIGRESSÃO

“ÑAQUE, ou sobre piolhos e actores”, de José Sanchis Sinisterra

A digressão continua! Chegados de Espanha, estamos novamente de abalada. Desta feita até Lavre, aqui ao lado. O espectáculo é integrado no Ciclo da Primavera organizado pela Câmara Municipal de Montemor-o-Novo.

No dia 5 vamos estar na Casa do Povo de Lavre com a peça “ÑAQUE, ou sobre piolhos e actores”.

“ÑAQUE” ou sobre piolhos e actores” é uma obra divertida que gira em torno da temática da condição do actor, da sua posição na sociedade e desenvolve-se na relação que este vai construindo com o público. O público inter-relaciona-se com os actores, forma parte do espectáculo, a parte primordial para que existam as representações teatrais. O público que, desde o seu lugar, escuta e espera divertir-se com a representação.

Arrastando uma velha arca que guarda todo o aparato teatral, Rios e Solano chegam ao “aqui” e “agora” da representação, procedentes de um longo vagabundear através do espaço e do tempo. Hão-de apresentar perante o público um tosco espectáculo, mas o cansaço, as dúvidas e os temores atrasam, interrompem uma e outra vez a atuação, num diálogo deliberado que os aparenta a Vladimiro e Estragón, os ambíguos clowns de Samuel Beckett.

“ÑAQUE, ou sobre piolhos e actores”
Casa do Povo de Lavre
Dia 5 de Maio – às 21h30

FICHA TÉCNICA
autor José Sanchis Sinisterra | tradução José Carlos González | interpretação e encenação José Russo e Jorge Baião | cenografia e guarda-roupa Helena Calvet | desenho musical Domingos Galésio | iluminação António Rebocho | construção Tomé Baixinho e Paulo Carocho | secretariado Ana Duarte | produção Cláudia Silvano | fotografia Paulo Nuno Silva | comunicação Alexandra Mariano e José Neto | design gráfico Milideias | duração 75 min. | classificação etária M/12


Os Bonecos de Santo Aleixo começam a temporada de digressão de 2017. Os primeiros espectáculos acontecem no Teatro La Fundición de Sevilha no âmbito da XXXVII Feria Internacional del Títere de Sevilha.

Conhecidos e apreciados além e aquém-fronteiras, estes títeres de varão apresentam um reportório tradicional. Com o Mestre Salas, Padre Chancas e outras personagens carismáticas acompanhados pela guitarra portuguesa, apresentam-se num retábulo de madeira iluminado por uma candeia de azeite.

Bonecos de Santo Aleixo
Teatro La Fundición de Sevilha
Dias 13 e 14 de Maio – às 20h30

BILHETEIRA
Informações e Reservas: 266 703 112 | Email

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s