Entrevista, em exclusivo, ao Sr Embaixador de Portugal na Suiça, Sr Paulo Tiago Jerónimo da Silva

Cerimónia do 10 de Junho, dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas, organizado pela Embaixada de Portugal, na Suíça
A Embaixada de Portugal, em Berna, na Suiça, organizou no passado dia 9 de Junho uma cerimónia de comemoração do dia 10 de Junho, tendo juntado cerca de uma centena de emigrantes portugueses, vindos de vários cantões deste país helvético

O evento organizado pela Embaixada de Portugal, na Suíça, com sede em Berna, juntou várias personalidades do meio político, social e cultural da nossa comunidade portuguesa emigrante na Suiça, vindos de vários cantões. Tratou-se assim de um convívio, oferecido pela Embaixada de Portugal, em forma de gratidão pelo reconhecido empenho da nossa comunidade em promover o nosso país, por terras helvéticas. Foi ainda oportuno para estreitar ligações e contactos entre vários portugueses e outras personalidades ligadas á nossa comunidade.
O nosso jornal esteve presente nesta cerimónia oficial e aproveitou para entrevistar o Sr Embaixador de Portugal, na Suiça, Sr. Paulo Tiago da Silva
(Augusto Lopes): A Cerimónia de Comemoração do 10 de Junho, dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas é organizada pela Embaixada de Portugal em Berne todos os anos?

Sr. Embaixador Paulo Tiago Jerónimo da Silva: O 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, é desde há muito comemorado todos os anos pelas representações diplomáticas e consulares portuguesas no estrangeiro, constituindo um momento alto da atividade por elas desenvolvida. Como é óbvio essa tradição é também seguida em Berna e no quadro dessa comemoração é normalmente organizada uma receção na Residência da Embaixada.
(Augusto Lopes) : O Convite geralmente é endereçado apenas aos portugueses que se têm notabilizado em promover o nosso país, na Suíça, ou também são convidadas pessoas de outras nacionalidades que colaboram com a Embaixada de Portugal?
(Sr. Embaixador Paulo Tiago Jerónimo da Silva): Embora a lista dos convidados para a receção varie de ano para ano, inclui sempre não só as autoridades locais e os representantes diplomáticos de outros países com missões acreditadas na Suíça, como também os portugueses radicados neste país que uma forma ou de outra e nos mais diversos domínios contribuem para prestigiar o nosso país ou para valorizar a comunidade portuguesa da Suíça e individualidades locais com ligações a Portugal.

(Augusto Lopes) : Portugal está realmente na moda, a nível internacional, não só a pelo sucesso alcançado no desporto, na música, na gastronomia e na constante procura de nosso país, para morar. Os emigrantes portugueses têm colaborado muito, no estrangeiro, para promover e divulgar o nosso país, sobretudo na Suiça, onde vivem mais de 270 000 pessoas. Que mensagem gostaria de deixar à nossa comunidade, nesta data tão especial, do dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas?

(Sr. Embaixador Paulo Tiago Jerónimo da Silva): Os portugueses que vivem e trabalham na Suíça, graças às suas reconhecidas qualidades pessoais e profissionais, foram granjeando ao longo do tempo uma boa imagem e são vistos hoje pela população deste país com merecido apreço e consideração. De um modo geral a comunidade portuguesa está bem integrada na sociedade suíça mas os portugueses continuam a mostrar alguma relutância em participar ativamente na vida social e política deste país e em assumir responsabilidades de vulto nesse contexto. Mas essa maior intervenção é não só desejável como fundamental para que a comunidade portuguesa da Suíça possa desfrutar de uma visibilidade consentânea com a sua dimensão. Estou certo que num futuro que adivinho próximo os membros da comunidade portuguesa da Suíça serão chamados com crescente frequência a desenvolver na sociedade deste país atividades de reconhecida relevância e a assumir cargos de notória responsabilidade. Estou certo também de que o farão da melhor maneira, patenteando as qualidades que lhes são reconhecidas, e que essa acrescida integração na sociedade de acolhimento não implicará a diluição dos laços afetivos que os unem a Portugal. Finalmente, estou ainda certo de que o 10 de junho, o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, continuará a ser um momento privilegiado para celebrar esses laços e os êxitos da comunidade portuguesa da Suíça.

Fotos e artigo: Augusto Lopes)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s