Cendrev | antes de irmos para intervalo | Julho

Antes de irmos para intervalo, que é como quem diz de férias, a programação ainda lhe reserva bons momentos de teatro. Aproveite as sessões ao ar livre para vir com a família apanhar um pouco de fresco. ESPECTÁCULOS EM DIGRESSÃO ÑAQUE, OU SOBRE PIOL

Antes de irmos para intervalo, que é como quem diz de férias, a programação ainda lhe reserva bons momentos de teatro. Aproveite as sessões ao ar livre para vir com a família apanhar um pouco de fresco.

ESPECTÁCULOS EM DIGRESSÃO

ÑAQUE, OU SOBRE PIOLHOS E ACTORES
Uma comédia sobre o teatro em si mesmo, uma divertida peça que retrata a relação dos actores com o público que faz valer a pena ser público no teatro.
A peça mostra-nos Rios e Solano que arrastando uma velha arca que guarda todo o aparato teatral, chegam ao “aqui” e “agora” da representação, procedentes de um longo vagabundear através do espaço e do tempo. Hão-de apresentar perante o público um tosco espectáculo, mas o cansaço, as dúvidas e os temores atrasam, interrompem uma e outra vez a actuação, num diálogo deliberado que os aparenta a Vladimiro e Estragón, os amigos clowns de Samuel Beckett.

Dia 20 de Julho, às 22h00
Zona Verde da Vila Lusitano – Évora

Dia 22 de Julho, às 21h30
Castelo do Alandroal

Dia 23 de Julho, às 21h30
N.ª Sr.ª Machede – Páteo da Casa do Povo

Dia 24 de Julho, às 22h00
Praça do Sertório – Évora

Dia 26 de Julho, às 21h30
Azaruja – Largo Dr. Barahona

Dia 27 de Julho, às 22h00
Bairro Canaviais – Évora

Dia 28 de Julho, às 22h00
Bairro de Almeirim – Évora

Dia 29 de Julho, às 21h30
Graça do Divor

Dia 30 de Julho, às 21h30
Leiria – ARRABAL, no âmbito do Festival “Novos Ventos” organizado pela Leirena Teatro

Os espectáculos realizados nos espaços urbanos da cidade de Évora, são integrados na programação do “Artes à Rua – Festival de Artes Públicas, organizado pelo Município de Évora e têm o apoio das Juntas de Freguesia.

FICHA TÉCNICA
autor José Sanchis Sinisterra | tradução José Carlos González | interpretação e encenação José Russo e Jorge Baião | cenografia e guarda-roupa Helena Calvet | desenho musical Domingos Galésio | iluminação António Rebocho | construção Tomé Baixinho e Paulo Carocho | secretariado Ana Duarte | produção Cláudia Silvano | fotografia Paulo Nuno Silva | comunicação Alexandra Mariano e José Neto | design gráfico Milideias | duração 75 min. | classificação etária M/12.

SOZINHO

Uma pequena homenagem ao dramaturgo sueco August Strindberg num espectáculo para todos, onde a brincar se fala de coisas sérias.
O senhor Strindberg no seu quarto de pensão espera com impaciência que soem as dez horas para se ir deitar. Clara, a criada chega para o levar a comer a sandes da ceia. Esta questão tão simples, comer ou não comer, torna-se um dilema da maior importância pois vem pôr em causa todo o funcionamento da vida solitária do muito solitário senhor Strindberg. Quem levará a melhor? A simplicidade humana e calorosa de Clara, ou o humor agreste e gelado pela solidão do senhor Strindberg.

Dias 19 e 20 de Julho, às 21h30
Pequeno Auditório do Theatro Circo em Braga

FICHA TÉCNICA
autor Börje Lindström | versão portuguesa Rosário Gonzaga a partir da tradução francesa de Anne Barlind | encenação Rosário Gonzaga | cenário e figurinos Leonor Serpa Branco | assistente de cenografia e adereços Victor Zambujo | música António Bexiga | iluminação e direcção técnica António Rebocho | actores Maria Marrafa e Rui Nuno | construção e montagem Paulo Carocho, Tomé Baixinho e Tomé Antas | secretariado Ana Duarte | produção Cláudia Silvano | comunicação Alexandra Mariano e José Neto | fotografia Paulo Nuno Silva | design gráfico Milideias | duração 60min. | classificação etária M/6.

ESPECTÁCULO DE ACOLHIMENTO

EXPLORADORES DA SERRA

Nesta peça d’ O Teatro do Montemuro vamos conhecer uma aldeia quase desertificada que vem a cidade para levar pessoas para lá.
A Aldeia chama-se Manta Comprida. Os serranos chamam-se: Abel Pinga-Amor; Beatriz Trovoada; Eduardo Bom Pastor; Leonor Carne Assada; Paulo Feijoca e Manel Fala-Fala.
A gente de Manta Comprida invade a cidade para conseguir aliciar novos habitantes que venham viver para aldeia. Se o conseguirá ou não, depende só da disponibilidade do público, porque viver na aldeia é muito bonito, mas hoje em dia, por estranhos inexplicáveis motivos, ninguém quer ir para lá viver.

Dia 20 de Julho, às 22h00
Largo Chão das Covas – espectáculo gratuito e ao ar livre

FICHA TÉCNICA
texto e encenação José Carretas | cenografia e figurinos Ana Limpinho | direção musical Ana Bento | interpretação Abel Duarte, Beatriz Wellenkamp, Eduardo Correia, Leonor WellenKamp, Manuel Brásio e Paulo Duarte | construção de cenários e adereços Carlos Cal, Maria da Conceição Almeida, Costureiras Capuchinhas crl e Maria do Carmo Félix | desenho de luz Paulo Duarte | direção de cena Abel Duarte | direção de comunicação e produção Paula Teixeira | duração: 60 min. | classificação etária: M/3.

A ILHA DOS ESCRAVOS

Pela companhia Teatro das Beiras chega-nos esta comédia escrita em 1725 por Pierre de Marivaux.
Ificrato e Eufrosina, acompanhados dos seus criados, Arlequim e Cleanta, naufragam numa ilha que é um refúgio de escravos gregos. Trivelino, governador da ilha, propõe aos dois criados que assumam o papel de seus patrões, a fim de os corrigir do pecado do orgulho e da vaidade. Em suma “um curso de humanidade” com o intuito de os tornar sensíveis à dor que infligiram sobre os seus criados. Os antigos patrões serão convertidos em escravos com vista ao seu arrependimento para assim recuperarem a liberdade.
A Ilha dos Escravos não é apenas uma utopia em teatro, mas exatamente uma utopia do teatro.
Este é um espectáculo que para se divertir e ter um vislumbre de um mundo humanizado, tolerante e solidário.

Dia 21 de Julho, às 21h30
Teatro Garcia de Resende

FICHA TÉCNICA
tradução Luís Miguel Cintra | encenação Gil Salgueiro Nave | cenografia e figurinos Luís Mouro | desenho de luz Fernando Sena | interpretação Fernando Landeira, Margarida Calaveiras, Miguel Telmo, Roberto Jácome e Sílvia Morais | duração: 70 min. | classificação etária: M/6.

BILHETEIRA
Preço Normal: 6 Euros | Sócios do Sindicato dos Professores da Zona Sul (SPZS): 4 Euros | Descontos 50%: até aos 12 anos, Estudantes, + 65 anos, Reformados/Pensionistas, Funcionários da C.M.Évora, Grupos Escolares e outros + de 12 pessoas: 3 Euros | Funciona o Cartão PassaporTeatro (estudante) 3 Euros e Cartão PassaporTeatro Sénior (Assinatura Anual).

Informações e Reservas: 266 703 112 | Email
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s