The Parkinsons: novo disco “The Shape of Nothing to Come”

THE PARKINSONS:
NOVO DISCO "THE SHAPE OF NOTHING TO COME"

LANÇAMENTO A 27 DE ABRIL


"The Shape of Nothing to Come", assim se intitula o próximo álbum dos The Parkinsons, uma das mais influentes bandas do movimento punk rock português. O novo disco é editado no dia 27 de abril pela Rastilho Records e apresentado pela primeira vez num concerto de celebração na noite da liberdade: 25 de abril, no Titanic Sur Mer, Lisboa.

Com um título fatalista e com uma carga e uma narrativa de sufoco, ansiedade e frustração que já são o cunho da banda, este disco conta com mais um conjunto de canções levadas e vividas ao limite: mais límpido, mais cru, mas não perdendo a contaminação e a veia sonora dos álbuns anteriores.

Mais rebuscado no processo conceptual e estético mas nunca perdendo o fio condutor e a energia inerente à banda, "The Shape of Nothing to Come" reforça o diálogo do não virtuosismo e do não conformismo.

A visão do quotidiano, a crítica à vida moderna, o amor à cidade, os sonhos perdidos e recuperados, os sinais de esperança num presente negro nas suas políticas e liberdades continua a ser o palco de luta da banda. A metáfora continua a ser a expressão linguística preferida.

Palavras mais limadas para um disco mais equilibrado (como se de um best of da banda se tratasse). As leis, a desordem, as lutas da banda, as visões de choque no desenvolvimento estético do álbum, tornam "The Shape of Nothing to Come" no álbum mais urgente dos próximos tempos.

Com o elo duro da banda Afonso Pinto, Victor Torpedo e Pedro Chau em constante irreverência, luta, divergências e por vezes rutura na concepção musical, nasce assim o novo álbum.

Um álbum que soa a isso mesmo, a luta, a conflito que acaba por se fundir numa narrativa não expectável em que os novos recrutas João Silva (teclas) e Ricardo Brito (bateria) se moldaram e ajudaram a criar a nova moldura sonora da banda.

Gravado em ‘casa’ (Coimbra) nos Estúdios Blue House, pelos já companheiros de guerra (João Rui e João Silva – a Jigsaw), este é "The Shape of Nothing to Come". O álbum que urge, o álbum que treme antes de nascer, ou que se calhar vai morrer antes de viver.

"The Shape of Nothing to Come" éapresentado pela primeira vez ao vivo em Lisboa mas depois segue para uma digressão europeia que passa já por Espanha, França e Reino Unido. Mais datas serão anunciadas muito em breve. Pode consultar os concertos agendados mais abaixo na newsletter.

"See no Evil" é o tema de avanço lançado em janeiro de 2018 e que pode ser já ouvido nas plataformas digitais e no YouTube.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s