LUÍS QUINTAIS – EUROPA

Uma mulher lê Goethe

Sentada no átrio da biblioteca.

Goethe é a casa da cultura

 

E ela lê Viagem a Itália

Com denodada atenção.

Traça a perna, da esquerda

 

Para a direita, da direita para

A esquerda, o rosto tenso,

Sublinhando a concentração.

 

Na mão assoma nervoso

O lápis, que adiante sublinhará

As proposições que a memória

 

Enaltece. Os lábios movem-se,

Lábios de criança aprendendo a ler,

Regresso a uma origem

 

Que se repete a cada leitura,

O que define o clássico.

A escrita é coisa lenta, voraz, física,

 

Coisa de vísceras e de sentidos

Despertos, geografia do indefinível

Que se define a cada leitura.

 

Reparo na ausência, no ensimesmado

Restolhar das páginas, no cabelo cinza

Da mulher lendo Goethe, a casa da cultura.

 

 

Ler em: GAZETA DE POESIA INÉDITA https://ift.tt/2tWhKBp

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s