ANÍBAL C. PIRES – AMORES FORTUITOS

 

 

Os amantes casuais

Amam

Sem prazo

Nem tempo

Amam

Com sofreguidão

Fundem-se

Famintos

No deleite

Dum momento

Irrepetível

 

Os amantes casuais

Amam

Com a avidez

Incontrolada dos sentidos

Amam

Sem ponderar

Desfrutam somente

O prazer de ocasião

Amam

O sôfrego instante

De amores fortuitos

Sem prazo

Nem tempo 

 

 

Ponta Delgada, 24 de Julho de 2014

Ler em: GAZETA DE POESIA INÉDITA https://ift.tt/2SvmaJZ

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s