Poema: RECIBO

RECIBO

Se do recibo consta

o pagamento

o recebimento

e a assinatura

abona o texto

como me livrar do peso

que me prende à dívida

já recebida?

Prisioneiro de poucas palavras

ásperas ditas na forma direta

com que negócios se consumam

vida posta no recebido valor

pela prestação de que passo

recibo em única via.

(Pedro Du Bois, inédito)

outros poemas:

https://plus.google.com/u/0/108438516741639533660
http://pedrodubois.blogspot.com.br/

1 Comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s