SÉRGIO MACIEL – “CASA: ORGANISMO”

 

 

casa: organismo

contra o qual exerço

            peso e forma

 

(sem flores,

paralisado,

é um jardim sem campo)

 

sob dois sóis de sangue

    violenta

cresce a fruta do grito

 

e a concreção do real

simula

a inocência explosiva do instante

 

crueldade: que é este devorar-se

                        sobre a mesa

das formas em atos fortuitos

 

 

 

 

p/ thais magalhães

Ler em: GAZETA DE POESIA INÉDITA http://bit.ly/2FkQEvK

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s